|Solidariedade – Reflexão Internacional: Janeiro de 2019

Solidariedade – Reflexão Internacional: Janeiro de 2019

Reflexão internacional de Solidariedade

Migração e deslocamento forçado

Janeiro de 2019

Pdf para imprimir (629 KB)

Shalom icon - refugeesIntrodução

“Eu estava com fome, e você me deu de comer; eu estavacom sede, e você me deu de beber; eu era estrangero, e você me acolheu”  (Mat. 25:35)

“Cada estrangeiro que bate à nossa porta é uma oportunidade para um encontro com Jesus Cristo, que se identifica com os estrangeiros acolhidos e rejeitados de todas as idades. (Mat. 25:35-43). O Senhor confia ao amor maternal da Igreja cada pessoa forçada a deixar sua terra natal em busca de um futuro melhor. Esta solidariedade deve ser expressa concretamente em cada etapa de experiência migratória – desde a saída, durante a jornada, até a chegada e retorno.  Esta é uma grande responsabilidade, que a Igreja quer patilhar com todos os que crêem, homens e mulheres de boa vontade, que são chamados a responder aos muitos desafios das migrações contemporânos, com generosidade, prontidão, sabedoria e previsão, cada qual de acordo com suas próprias habilidades.”(“Acolhendo, protegendo, pomovendo, e integrando migrantes e refugiados” Mensagem do Papa Francisco para o 104 ° Dia Mundial dos Migrantes e Refugiados, janeiro de 2018.

Chamado à Oração

Jesus também foi um imigrande. Ele nasceu fora da cidade “ porque não havia lugar para eles na estalagem” (Luc. 2, 7). O início da infância de Jesus inclui a experiência da migração forçada da SagradaFamília. Ele passou seus primeiros anos numa terra estrangeira. (Mat. 2,14-15).

Que possamos ver Jesus na humanidade sofredora dos nossos tempos, os forçados a fugir dos regimes opressivos, e aqueles cuja terra já não oferece o sustendo das suas necessidades. Que sejamos gratas por Jesus “morar entre nós” para mostrar-nos o caminho.. (Jo. 1:11-14).

Experiência

Migração ao redor do mundo: de acordo com o Departamento das Nações Unidas de Assuntos Econômicos e Sociais, o Relatório Interacional das Migrações de 2017 apresenta.

Em 2017, o número de migrantes alcançou  258 milhões, comparado aos 248 milhões em 2015.

  • Mulheres migrantes constituem 48% dentre eles.
  • Aproximadamente: a Ásia recebe 31% da população intenacional de migrantes, a Europa 30%, as  Américas 26%, África 10% e Oceania 3%.

Migração de Honduras: Eu partilho com vocês o sofrimento da experiência do ÊXODO maciço de milhares de hondurênios, por mais que um mês. Eles estão fugindo das insuportáveis condições de vida no nosso país. Nós temos visto crianças, mulheres, jovens, homens, em resumo, famílias inteiras, desesperadamente querendo salvar suas vidas.

As razões alarmantes para a fuga do nosso povo incluem Guerra, violência, extrema desigualdade econômica, corrupção, impunidade, falta de oportunidades (emprego, saúde, educação, moradia etc.). Seja, eles temendo o futuro, ou  então nem sequer vislumbram um futuro.

Reflexão

Nós somos cientes de que na maioria dos lugares onde as Irmãs Escolares trabalham há imigrantes. É uma urgente preocupação global. A Direção Orientadora do nosso 24º Capítulo Geral nos compromete “a discernirmos, como congregação, quais são as preocupações globais urgentes e críticas às quais somos chamadas a  atender e ousamos responder, corajosamente, de maneiras inesperadas.  (Vós Sois Enviadas C.17; DG 36-38).”

A Agende 2030 por um Desenvolvimento Sustentável, pela primeira vez, reconhece a contribuição das migrações para o desenvolvimento sustentável. Onze das 17 Metas  para o Desenvolvimento Sustentável  contêm objetivos e indicadores que são relevantes à migração ou deslocamento. O princípio básico da agenda “não deixem ninguém para trás” inclui migrantes.

Açao

  • Como a minha vida pessoal, comunitária, ministerial é afetada por esta realidade migratória global?
  • Para o que estamos sendo chamadas neste momento?

Oração Final

Prepare-nos, Senhor, a lançar-nos ao impossível, porque dentro do impossível está escondida a tua graça e  presença. Não podemos cair no vácuo. O futuro é um enigma; nosso caminho nos leva ao nevoeiro, mas queremos continuar a doar-nos, porque Tu estás nos esperando na escuridão, com milhares de olhos humanos inundados com lágrimas. Amém.

Fuga para o Egito; Artista: Gentile da Fabriano, 1423. Fonte: Wikimedia Commons
Foto , usada com permissão do fotógrafo: Trasmo; Fonte: Pixabay

Preparedo por Sister Rosa Maria Trochez, ALC- Honduras,
para o Escritório Internacional da  Shalom, Roma, Itália

Gráfico tirade da Direção Orientadora do 24º CapítuloGeral. Design:Escritório de Comunicação Congregaciona.

Tradução : Ir. Tarcísia Schwade.

Print Friendly, PDF & Email
2018-12-20T12:50:55+00:00

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.