DE – Reflexion (pdf 26 KB)

EN – Reflection (pdf 24 KB)

ES – Reflexión  (pdf 56 KB)

HU – Gondolatok  (pdf 60 KB)

JP – 省察 (pdf 24 KB)

PL – Refleksja (pdf  77 KB)

PT – Reflexão (pdf 55 KB)

Liturgia de Instalação do Conselho Geral – 20 de janeiro de 2024

Reflexão

Irmã M. Dominica Michalke, Superiora Geral

Queridas Irmãs e amigos presentes aqui na capela em Roma,

Queridas Irmãs e amigos conectados conosco por meio de transmissão ao vivo, onde quer que estejam,

Você se pergunta: Um evangelho de Natal no dia da Instalação? O motivo é que, após nossa eleição, as Irmãs do Capítulo Geral compararam cada uma de nós com uma estrela e rezaram pedindo bênçãos: a Estrela Polar, a Estrela de Belém, a Estrela de Abraão, a Estrela de Jacó e a Estrela da Manhã.

Como o símbolo das estrelas nos foi dado, escolhemos esse Evangelho em que os Magos seguem a estrela que observaram. As estrelas despertam nosso desejo pela eternidade, pelo infinito do espaço e do tempo. Esse anseio levou os Magos à ação: eles deixaram suas casas, uniram-se e procuraram o caminho. Nosso Chamado do 25° Capítulo Geral cita Vós Sois Enviadas: „anseio pela unidade” – uma estrela que chama cada uma de nós a descobrir o caminho pelo qual Deus quer nos guiar.

A luz das estrelas que vemos hoje tem milhares de anos – medimos até mesmo a distância de uma estrela em anos-luz. A maioria das estrelas não podem ser vistas a olho nu e a maioria das estrelas que vemos não são conhecidas. Podemos identificar algumas e talvez conheçamos algumas constelações, como a Ursa Maior ou Cassiopeia. Da mesma forma, talvez não entendamos todos os detalhes do chamado de Deus em nossa vida, mas apenas fiquemos admiradas e impressionadas com o céu noturno, com as muitas estrelas que Deus coloca na vida de cada uma de nós.

No Evangelho, os Sábios não viram as estrelas e a constelação única apenas três vezes. Eles não admiraram apenas a beleza ou se maravilharam com o evento, mas entenderam a mensagem. Eles foram chamados e seguiram o chamado – por isso eram sábios. Com que frequência nos sentamos e nos contentamos com o que é ou com o que vemos? Será que também estamos abertas à mensagem, ao chamado para aquilo que percebemos? Só então podemos nos tornar testemunhas proféticas do Deus amoroso. Precisamos nos mover, talvez com pequenos passos, talvez apenas dentro de nós mesmas para descobrir novos horizontes e sermos transformadas pelo Deus amoroso que nos chama – todos os dias de novo. Queremos encontrar a vontade de Deus para nossa vida, dia após dia, nem sempre com um grande passo, pois é o início de um novo ministério. Na maioria das vezes, isso será incluído na rotina diária ou em uma surpresa que surge nesse dia específico. Estamos abertas para seguir a estrela que surgiu para cada uma de nós – como Madre Teresa nos convida em uma de suas cartas?

O grande teólogo alemão Karl Rahner escreveu sobre essa passagem do Evangelho: „Os Magos seguiram a estrela e, enquanto seus pés caminhavam em direção a Belém, seus corações estavam em uma peregrinação a Deus”. Precisamos dar passos – e precisamos nutrir o desejo em nosso coração de buscar o além, de encontrar a verdade maior naquilo que estamos fazendo. Queremos ser fiéis em nossas rotinas diárias – e queremos estar abertas para encontrar a mensagem de Deus falando em nossa vida cotidiana.

Os Magos seguiram a estrela e ficaram felizes quando a viram. Eles devem ter caminhado durante o dia sem que a estrela fosse visível, mas somente à noite puderam vê-la novamente. Há momentos em nosso caminho de vida em que não vemos a estrela claramente, em que temos de caminhar confiando que essa é a direção certa. Mas quando fazemos uma pausa e permitimos que a escuridão revele a estrela, podemos ter a confirmação de que estamos no caminho certo. Nosso chamado do 25° Capítulo Geral nos convida a ousar, dar alguns passos novos e a continuar com passos já conhecidos. Ambos nos levarão ao futuro sob a orientação do Espírito Santo. Podemos sentir falta da luz da estrela por algum tempo, podemos duvidar, podemos nos decepcionar, mas nunca podemos parar de procurar o próximo passo e de buscar a estrela. Vamos nos levantar e ver o horizonte e saber que, por trás desse horizonte, há novos horizontes que ainda não conhecemos. A cada passo em direção ao horizonte, ele mudará e nos convidará a continuar nosso caminho.

Os Magos se encontraram no caminho e caminharam juntos. Nós nos unimos a uma comunidade e professamos nossos votos em comunidade. Ninguém precisa encontrar o caminho sozinha. Esse é o conhecimento da comunhão em todo o mundo, unidas como Irmãs globalmente, pode nos apoiar em nossos ministérios, não importa o que estejamos fazendo. A questão importante é como estamos fazendo o que estamos fazendo. O fogo do amor está ardendo em nosso coração? Há a energia de nosso primeiro compromisso purificada pelos anos e amadurecida pelas muitas experiências que tivemos em nosso caminho? Compartilhemos esses tesouros umas com as outras e com outras pessoas, como fizeram os magos: trouxeram seus tesouros para o recém-nascido.

E eles continuaram a ouvir a voz de Deus. Foi-lhes dito que voltassem para casa por outro caminho. Talvez não tenham entendido o motivo, mas foram. Eles ouviram a voz de Deus.

O final do prólogo de Vós Sois Enviadas convida cada uma de nós, claramente a também fazer a vontade de Deus:

Inglês:           Do whatever God tells you.

Alemão:       Was Er euch sagt, das tut.

Polonês:       Zrobcie wszystko, cokolwiek wam powie

Espanhol:     Haz lo que Dios te diga

Português:   Fazei o que Ele vos disser.

Húngaro:      Amit mond, tegyétek.

Japonês:       何でもこの人の言うとおりにして下さい。

Italiano:        Fate tutto ciò che Dio vi dice.