Reflexão Internacional sobre Solidariedade

Educação para Todos

Março de 2018

Pdf para imprimir (85 KB)

Introdução

“Impelidas pelo amor de Cristo, optamos expressar nossa missão através do ministério orientado para a educação. Para nós, educação significa tornar as pessoas capazes de alcançar a plenitude de seu potencial como seres criados à imagem de Deus e ajudá-las a colocar seus dons à disposição para humanizar a terra. A exemplo de Madre Teresa, educamos na convicção de que o mundo pode ser mudado pela transformação das pessoas. Assim, o nosso ministério exige uma visão cristã daquilo que a pessoa humana é chamada a ser e daquilo que o mundo é destinado a tornar-se.”(VSE C22)

“A educação não pode ser neutra. Não pode ser positiva ou negativa; nem enriquecer ou empobrecer; não pode fazer uma pessoa desenvolver-se ou deprimir-se, ela pode até corrompê-lo.  …

A missão de uma escola é desenvolver o senso da verdade, o senso para o bem e o belo. E isso acontece através de uma rica viagem feita com muitos “ingredientes”. É por isso que existem tantos assuntos! Porque o desenvolvimento é o resultado de vários elementos que interagem e estimulam a mente, a consciência, os afetos, o corpo, etc. ”(Citação do Papa Francisco,  dirigida a estudantes e professores das escolas na Itália, em 10 de março de 2014)

Chamado à Oração

Deus Criador, Vós nos fizestes a vossa imagem e semelhança, partilhando vossos dons de conhecimento e sabedoria. Despertai em nós o desejo e o zelo de partilhar nossos dons incondicionalmente. À medida que capacitamos os outros para alcançar seu pleno potencial de ser e tornar-se, podemos impactar positivamente suas vidas. Abençoai os esforços de professores, pais, responsáveis e pessoas de boa vontade para que continuem a apoiar programas educacionais em diferentes partes do mundo. Que nós, no espírito de nossa fundadora, a Beata M. Teresa de Jesus Gerhardinger, alcancemos os pobres entre os mais pobres, transformando suas vidas. Amém.

Experiência

O Quênia tem realizado muitas reformas no que tangem a educação. Algumas dessas reformas estão na educação formal, onde o mandato é que todos devam saber ler e escrever.

A educação formal enfrenta vários desafios neste país, porque nem todos a abraçam. As pessoas mais negativamente afetadas são meninas e mulheres. Como país africano, abraçar a educação formal de mulheres e de meninas é um desafio, pois a cultura africana considera os homens superiores às mulheres.

Como educadora no Quênia, tive a oportunidade de viajar com uma das alunas do Ensino Médio. Nekesa vem de uma família que é financeiramente pobre, mas seus pais incentivam seus filhos a irem à escola para receberem uma educação formal.

A educação como um todo envolve muitos aspectos da vida; um aspecto desafiador é a importância de um bom desempenho acadêmico. Nekesa, uma jovem sedenta por educação, vem se saindo bem em sua vida acadêmica. Ela é líder em sua classe, mas o desafio dela é que não há ninguém em sua classe que possa equiparar-se a ela academicamente. Ela vem liderando sua classe no desempenho de suas funções como estudante. Embora Nekesa tenha sido selecionada para admissão na escola nacional, onde estudam alunos com melhor desempenho, seus pais só podem pagar seus estudos em uma escola local que admite alunos com baixo desempenho.

Além de não ter concorrência no desempenho, Nekesa enfrenta ainda outro desafio na escola: a dificuldade de receber atendimento em suas necessidades básicas de estudante. Nekesa está no internato e seus pais não conseguem dar a ela o básico para as necessidades exigidas na escola. Eles nem sempre podem dar-lhe tudo o que ela necessita porque a renda deles é  muito baixa e eles tem outros filhos dentro da família que também necessitam de cuidados.

Como estudante em uma escola de Ensino Médio, ela está na adolescência e enfrenta também o desafio da pressão dos colegas. Seus colegas de classe a provocam para saber se ela tem um namorado. Isso a incomoda muito, já que para ela a educação vem em primeiro lugar. Assim, há este desafio extra de não0020encaixar-se nos padrões da sociedade, dado ao fato de que ela não está em conformidade com seus pares. Somando tudo, ela tem muitos desafios em sua jornada de busca por uma educação que possa melhorar seu futuro.

Reflexão

  • Que desafios os estudantes enfrentam em suas escolas? Como podemos ajudá-los a enfrentar com sucesso esses desafios?
  • O que podemos fazer para ajudar os alunos com bom desempenho acadêmico, que não podem frequentar escolas melhores? Como podemos ajudá-los a “alcançar a plenitude de seu potencial”?
  • Que caminhos podem ser usados para apoiar estudantes que não podem pagar as necessidades básicas para melhorar sua educação?

Ação

  •  Ajude uma pessoa a enfrentar um desafio educacional durante esta época de Páscoa.
  • Contribua com material ou ajuda financeira para uma escola, a fim de que essa possa adquirir material de ensino e aprendizagem que promovam educação de qualidade nas áreas locais.
  • Encontre maneiras criativas de educar as mulheres que, por sua vez, beneficiarão a sociedade por meio de sua educação.

Oração Final

Nós vos agradecemos e louvamos Amando Deus pelo dom da educação. Capacite cada uma de nós a encontrar novas formas criativas de educar com paixão pela transformação de nós mesmas e dos outros. Abençoe todos os educadores em seu serviço pela humanidade, com uma visão mundial. Que a Educação continue a iluminar nosso caminho para Deus. Amém.

Preparado pelas Irmãs da Área do Quênia, AF, para o Escritório Internacional de Shalom, Roma, Itália. Desenho gráfico retirado da Direção Orientadora do 24° Capítulo Geral. Design: Escritório de Comunicação Congregacional.

Tradução: Ir. Mirian de Medeiros

Print Friendly, PDF & Email