Love gives everything

Reflexão Internacional de Solidariedade

Mulheres, meninas e meninos

Marco 2020

pdf para imprimir (189 KB)

icon - women and girls

Introdução

Em outubro de 2019, o “Sínodo Panamazônico” foi realizado em Roma: Novos Caminhos Para A Igreja, E Para Uma Ecologia Integral”, convocada pelo Papa Francisco. Nele, as mulheres (religiosas, missionárias, leigas e indígenas) tinham um papel, participação e espaço específicos. (Veja L´Osservatore Romano, 28 de dezembro de 2019)

“O clima foi uma troca aberta, livre e respeitoso de bispos, pastores na Amazônia, missionários/as, leigos/a, e representantes dos povos indígenas da Amazônia. Fomos testemunhas participando de um evento eclesial, marcado pela urgência da questão, que pretende abrir novos caminhos para a Igreja no território. O trabalho sério, foi compartilhado em um ambiente marcado pela convicção de ouvir a voz do Espírito atual.

“O Sínodo foi realizado em um ambiente fraterno e de oração. Várias vezes as intervenções foram acompanhadas de aplausos, cantos e todas com profundos silêncios contemplativos. Fora da sala de aula sinodal, havia uma presença notável de pessoas vindas do mundo amazônico que organizavam atos de apoio em diferentes atividades, procissões, como a abertura com canções, e danças que acompanhavam o Santo Padre, do túmulo de Pedro à sala de aula sinodal. Isso impactou a Via Sacra dos mártires da Amazônia, além de uma presença massiva da mídia internacional ” (Departamento Final Sínodo nº 1).

Chamado à oração

Peçamos a Maria, Mãe da Amazônia, que ampare, e proteja todas as mulheres e crianças que lá vivem e sofrem, pelas mulheres consagradas que trabalham, e dedicam suas vidas diariamente ao Evangelho de Jesus Cristo. Para que a sua vida e a sua dignidade sejam respeitadas, e “impulsionadas para o Deus Trino, ao coração do mundo, para ser mulher de paz, esperança e amor” (Direção Orientadora 24° Capítulo Geral).

Experiência

“A região do Panamá, abrange mais de sete milhões e meio de quilômetros quadrados, com nove países que compartilham esse grande bioma (Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela, Suriname, Guiana e Guiana Francesa) e a participação de sete conferências episcopal.

“A população deste vasto território, é de aproximadamente 34 milhões de habitantes, dos quais mais de 3 milhões são indígenas pertencentes a mais de 390 grupos étnicos.

“Na região do Panamá, é dada atenção aos povos nativos que o habitam. Esses povos, como o Papa Francisco disse em Puerto Maldonado (19 de janeiro de 2018), nunca foram tão ameaçados quanto agora. Em segundo lugar, será dada atenção à questão do meio ambiente, ecologia e cuidado da criação, a Casa Comum, à luz do ensino e da vida da Igreja, que opera na Região …

“As reflexões que dizem respeito ao “Sínodo Panamazônico” superam o âmbito regional, pois atingem toda a Igreja, e também o futuro do planeta. Essas reflexões, são propostas para “criar uma ponte para outras áreas geográficas similares”, como: a bacia do Congo, o corredor biológico da América Central, as florestas tropicais da Ásia no Pacífico, o sistema aqüífero guarani…. ”

(Conferencia de presentación del Documento Preparatorio
de la Asamblea Especial del Sínodo de los Obispos para la Región Panamazónica., 08.06.2018)
.

“O texto do Evangelho -” O espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me ungiu para anunciar aos pobres as Boas Novas “(Lc 4,18) – expressa uma convicção que encoraja a missão da vida consagrada na Amazônia, enviada a proclamar as Boas Novas, acompanhando de perto os povos indígenas, os mais vulneráveis, e os mais remotos, a partir de um diálogo e anúncio que permitam um profundo conhecimento da espiritualidade. Uma vida consagrada com experiências intercongregacionais e interinstitucionais, pode permanecer nas comunidades, onde ninguém quer estar, e com quem ninguém quer estar, aprendendo e respeitando a cultura, e as línguas indígenas para alcançar o coração do povo … ” (Departamento Final Sínodo nº 97).

“A sabedoria dos povos ancestrais, afirma que a Mãe Terra tem um rosto feminino. No mundo indígena e ocidental, é a mulher que trabalha em múltiplas facetas, na instrução dos filhos, na transmissão da fé e do Evangelho, como testemunha e presença responsável na promoção humana, por isso é solicitado, que a voz das mulheres seja ouvida, para que elas sejam consultadas e participem da tomada de decisões e, assim, possam contribuir com sua sensibilidade à sinodalidade eclesial. Valorizamos “o papel das mulheres, reconhecendo seu papel fundamental na formação, e continuidade de culturas, na espiritualidade, nas comunidades e nas famílias. É necessário que ela assuma mais fortemente sua liderança dentro da Igreja, e que ela a reconheça e promova, reforçando sua participação nos conselhos pastorais de paróquias e dioceses, ou mesmo em instâncias governamentais …

“Diante da realidade que sofrem mulheres vítimas de violência física, moral e religiosa, inclusive feminicídio, a Igreja se posiciona em defesa de seus direitos, e as reconhece como protagonistas e guardiãs da criação e da “casa comum …” (Departamento Final Sínodo nº 101 e 102).

Reflexão

Para refletir, dialogar e compartilhar:

  • Como meu coração toca essa realidade, esses dados, e conclusões do Sínodo?
  • Qual é a nossa experiência como mulheres consagradas, em todos os lugares, e missões hoje?
  • Qual é a nossa resposta à realidade de mulheres, e crianças na Panamazônia e no mundo, como Irmãs Escolares de Nossa Senhora?

Acão

  • Informar-nos sobre a riqueza do Sínodo da Amazônia; estudar e aprofundar o documento. (Deutsch, English, Español, Português, Italiano)
  • Preocupação em conhecer mais a realidade dos povos amazônicos, especialmente a realidade de mulheres, meninas e meninos, e o trabalho pastoral, silencioso e comprometido de mulheres consagradas.
  • Neste mês de março, lembre-se, e ore especialmente pelas mulheres indígenas, migrantes, refugiadas, doentes, maltratadas, discriminadas, vítimas de violência … e pelas mulheres consagradas que as apoiam, defendem e acompanham.

Oração Final

Concluímos sob a proteção de Maria, Mãe da Amazônia, venerada com vários títulos em toda a região. Por sua intercessão, pedimos que a vida plena que Jesus veio trazer ao mundo (cf. Jo 10,10) chegue a todos, especialmente aos pobres, e contribua para o cuidado da “casa comum”. (Departamento Final Sínodo nº 120).

Oração Final

Our Lady of the Amazon image

Concluímos sob a proteção de Maria, Mãe da Amazônia, venerada com vários títulos em toda a região. Por sua intercessão, pedimos que a vida plena que Jesus veio trazer ao mundo (cf. Jo 10,10) chegue a todos, especialmente aos pobres, e contribua para o cuidado da “casa comum”. (Departamento Final Sínodo nº 120).

Preparado por Ir. Susana Tomatti, H.E.N.S., PALC, para o Escritório Internacional Shalom, Roma, Itália. O quadro acima é da Direção, 24º Capítulo Geral.
Projeto: Escritório de Comunicação Congregacional. 

Imagem: Nossa Senhora da Amazônia. Artista: Lara Denys

Print Friendly, PDF & Email