Volume 21, Edição 3 Dezembro 2020

Pdf to print  (297 KB)

A nova Coordenadora Internacional da Shalom

Por Irmã Marinez Capra IENS

“Nós estamos abertas de uma maneira nova para a
iniciativa de Deus na nossa vida.” (VSE C.2) Surpresa
pelo  chamado de servir como Coordenadora Internacional da Shalom, eu dei o meu SIM confiante na graça de Deus e no apoio da Congregação para cumprir este Ministério.

Meu ministério, principalmente na área de educação, me ofereceu muitas oportunidades para semear as sementes dos valores e princípios da Shalom, seja trabalhando com os estudantes, professores, clubes Shalom, ou desenvolvendo um programa semanal sobre
Relacionamentos Humanos e Cultura de paz .

Tenho confiança que estas experiências me ajudarão a colaborar na nossa rede Shalom enquanto trabalhamos ativamente “para desenvolver uma visão mundial e um senso de responsabilidade global (VSE, C 26) nas realidades complexas e dolorosas do nosso mundo. Eu aceito esse novo ministério com alegria e confiança em Deus, enquanto continuamos a escutar o chamado de Deus para sermos transformadas pelo amor que dá tudo!

Trabalhando em Rede pela Vida com criatividade e Paixão – Traz Esperança para o futuro.

Por Irmã Judith Kamada IENS   
Foi uma grande surpresa e alegria para todos nós ao saber que Honduras foi o 50º país que ratificou o Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares (TPAN) em 24 de outubro de 2020. Isto significa que o TPAN entrará na força em 22 de janeiro de 2021. Foi um caminho longo e sofrido que começou com o bombardeio de Hiroshima e Nagasaki, 75 anos atrás.

Ao mesmo tempo, foi uma jornada de alimentar esperança por causa da formação desta rede Shalom pela vida. A foto à esquerda foi tirada no Parque da Paz de Hiroshima em frente à cúpula Bomba-A, em 25 de outubro quando o povo se reuniu para celebrar a aplicação do Tratado da Proibição de Armas Nucleares dentro de três meses.

Sete organizações de Hiroshima trabalharam juntas neste esforço, incluindo o Barco da Paz/ICAN. Os representantes do prefeito e governador de Hiroshima também tomaram parte neste alegre evento. Foi uma coincidência significativa por acontecer no mesmo dia do 75º aniversário das Nações Unidas !

O (TPAN) tomou forma porque jovens e velhos, profissionais e pessoas comuns se uniram para compartilhar sua paixão, suas ideias, criatividade, conhecimento profissional e experiências e trabalharam juntos para que o seu desejo se concretizasse de que o TPAN, em breve, fizesse parte da Lei Internacional. Mesmo que alguns diriam, que, se os países que têm armas nucleares não se unirem ao Tratado da Proibição de Armas Nucleares, a possibilidade para a mudança do mundo será menos eficaz. Nossa história ainda nos mantêm esperançosos para o futuro. 

Interação das IENS nas Nações Unidas

Por Irmã Ethel Howley IENS, representante da ONG-NU de 1993 – 2002

Como Irmãs Escolares de Nossa senhora, fazemos todo esforço para “aprofundar nossa consciência de quem somos em relação a Deus, entre nós, e o exuberante universo de Deus”. (Direção Orientadora – O Amor dá Tudo). Nós olhamos para as Nações Unidas esperando que mantenham a paz entre as nações que foi o sonho dos seus fundadores. Apesar das muitas guerras dentro dos países e entre países, desde 1945 não enfrentamos uma Guerra mundial. Precisamos nos unir como irmãos e irmãs numa comunidade global ao invés de as nações competirem pelos recursos umas das outras. Atualmente, o mundo está sendo convocado pelo Papa Francisco para cuidar da nossa casa comum, o Planeta Terra. 

As Nações Unidas têm oferecido oportunidades para o diálogo sobre preocupações globais entre os líderes mundiais de todos os países. Estabeleceu agências e comissões para oferecer pesquisa, e especialistas sobre o meio ambiente, direitos humanos das crianças, mulheres e povos indígenas, paz e desarmamento e seu financiamento. Incluiu também interações com o povo de Organizações da Sociedade Civil.

As IENS fazem parte da ONG-NU desde 1993, mas estivemos envolvidas com a educação de crianças e jovens por 187 anos. Nossos esforços se expandiram desde o Jardim da Infância até Universidades da Alemanha para mais de 30 países. Nos últimos anos, as IENS vieram com estudantes e professores de segundo grau e universidade de cinco países para as Nações Unidas para a Comissão sobre a Situação da mulher, Comissão sobre o desenvolvimento Social e outras experiências adequadas. Cada vez estes participantes voltavam para sua terra levando novas insights/ideias para assuntos globais, e memórias de novos amigos de outras culturas para suas escolas, famílias e vizinhança. As IENS continuam com renovada motivação para “educar, defender, e agir em colaboração com outros pela dignidade da vida e cuidado com toda a criação”.
( Direcão Orientadora o Amor dá Tudo)

The UN at 75 and Beyond

Por Irmã Ann Scholz IENS, Representante da ONG – NU 2002 – 2010

Conforme a realidade do mundo, que no momento estamos experienciando, como você avaliaria as Nações Unidas, frente às necessidades?

Num mundo profundamente dividido por ideologias e políticas de polarização, as Nações Unidas é um dos poucos lugares, onde líderes mundiais podem encontrar-se em solo neutro. Num mundo desafiado por miríades de perigos globais, as Nações Unidas podem ser o único lugar onde nós podemos discutir as soluções globais que tanto necessitamos.

As Nações Unidas estão longe de serem perfeitas. Elas refletem demais a polarização e divisão quando seus fundadores desejavam unir/conectar. As próprias leis e estruturas que deviam favorecer, muitas vezes, colocam limites. Contudo, elas permanecem nossa melhor esperança para o futuro.

Uma das muitas lições que eu aprendi durante meus anos nas Nações Unidas, foi que se nós quisermos discutir os desafios do nosso tempo devemos cumprir nossas obrigações como cidadãs (aos) globais. Primeiro, nós nunca devemos nos retrair da nossa responsabilidade de falar a verdade ao poder. Eu acredito que isso temos feito com maior eficácia quando abrimos espaço para meninas, sobreviventes do tráfico e aquelas forçadas à pobreza, de usar sua própria voz.
Segundo, depende de nós de mobilizar a vontade política necessária para capacitar as Nações Unidas a agir. Como qualquer organização, as Nações Unidas só podem fazer aquilo que seus membros permitem. Depende de nós para exigir que nossos governos nacionais ajam em favor do bem comum.

 

As Nações Unidas aos 75

Por Por Irmã Eileen Reilly IENS – Representante da ONG-UN de 2010 – 2019

A oportunidade de servir por nove anos como a representante IENS na ONG- NU, foi ao mesmo tempo o ministério mais desafiador e mais gratificante da minha vida.

Desafiador, porque as Nações Unidas que QUEREMOS ficaram muitas vezes, aquém dos seus objetivos e aspirações. Os Defensores da Paz de Nepal trouxeram a cólera para o Haiti depois do terremoto; o poder de veto dos Membros Permanentes do Conselho de segurança, muitas vezes paralisava o Conselho em tempos de crise.

Gratificante, porque as Nações Unidas que PRECISAMOS, às vezes, lideram na resposta às crises globais. Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) que foram acordados que são de longo alcance e abrangentes.
ONU Mulheres foi estabelecida como o departamento de referência para promover a igualdade de gênero. O Acordo Climático de Paris foi negociado com sucesso para fortalecer a resposta global à ameaça das mudanças climáticas.

E nós, IENS, estávamos lá! Lá com nossos estudantes na Comissão Jurídica e Social da Mulher, (En inglés, Commission on the Status of Women), enquanto dávamos pequenos passos na promoção dos direitos das mulheres e meninas. Lá na Cúpula da Terra do Rio, onde começaram as discussões sobre a formação dos ODS e os preparativos para o Acordo Climático de Paris.

Estação da Estação da Criação: Jubileu para a Terra

Por Irmã Marinez Capra IENS, Coordenadora internacional da Shalom

Estação da Criação: O Jubileu para a Terra, certamente nos tornou mais conscientes da Laudato Si“. Estas situações provocam gemidos da irmã terra, que se unem aos gemidos dos abandonados do mundo, com um lamento que reclama de nós outro rumo. Nunca maltratamos e ferimos tanto a nossa casa comum como nos últimos dois séculos. Somos chamadas a sermos instrumentos de Deus, nosso Pai para que o nosso planeta seja o que Ele sonhou ao cria-lo e corresponda ao seu projeto de paz, beleza e plenitude.”(Laudato Si #53)’ A nova encíclica do Papa Francisco Fratelli Tutti apresenta sugestões de novas formas e nos encoraja a tomar um novo rumo, reconhecendo que em toda criação, somos irmãos e irmãs. Somos todos conectados e interdependentes em nossa casa comum. Nós sentimos um forte chamado nas palavras de Francisco para encontrar maneiras de colaborar para melhorar a forma de como tratar tudo o que foi criado. A vida do presente e do futuro está em nossas mãos para ser restaurada na perspectiva da Fraternidade e Amizade Social.

  • Como orientamos nossos atos para o bem-comum?
  • Quais as graças que precisamos para ver todas as criaturas entre nós com os olhos do coração do nosso Deus Criador e como irmãos e irmãs?
  • Qual é o chamado transformador.

Pacto Global sobre Educação:
Juntos Olhar para o Além

 Irmã Marinez Capra IENS, Coordenadora Internacional da Shalom

quinta-feira, 15 de outubro de 2020, o Papa Francisco falou sobre o tema Educação, que é central no seu ensinamento e diálogo com o mundo. A mensagem do Papa Francisco, é um resumo e um programa no qual ele tem dito frequentemente; ”educar é um ato de esperança”. No final da sua mensagem, o Papa Francisco sugere que todas as pessoas de boa vontade, se unam ao Pacto Global sobre Educação, um pacto para encorajar mudanças numa escala global, para que a educação possa tornar-se uma criadora de fraternidade, paz e justiça. Tornou-se uma necessidade ainda mais urgente nesta época marcada pela pandemia.

 
Nós temos quatro grandes desafios vindos do Pacto Global pela Educação:

  • Dignidade e direitos humanos
  • Ecologia integral do ponto de visa do Laudato Si’
  • Paz e Cidadania
  • Solidariedade e desenvolvimento.

Um dos elementos chave do Pacto Global sobre Educação é o trabalho em rede, (networking) nesta missão comum. O quanto, nós IENS estamos abertas e atentas a este chamado?
Vocês podem encontrar mais informações nas línguas múltiplas sobre o Pacto Global da Educação https://www.educationglobalcompact.org/en/


Boletim Shalom/NU-ONG é uma publicalção trimestral das IENS: via della Stazione Aurelia 95, 00165 Roma · tel:+39.06.6652.01; fax: +39.06.6652.0234.


Print Friendly, PDF & Email